Quinhentismo: Exercícios resolvidos

1 de setembro de 2012 às 03:21 | Publicado em Literatura | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

EXERCÍCIOS:

Agora que vimos sobre o período do Quinhentismo na literatura, chegou a hora de praticarmos sobre ele para testar os conhecimentos adquiridos:

I /  Responda:
a ) O que foi o Quinhentismo?
b) Quais são as duas manifestações literárias no período?
c) O que vem a ser a literatura de informação?
d) Quem foi que começou a literatura de informação?
e) Quem foi Padre José de Anchieta?
f) Quem eram os jesuítas?
II / Explique:
a) Como os jesuítas se aproximaram dos povos indígenas:
b) A importância da literatura de informação:
III / Complete os textos corretamente:
a) A literatura Jesuítica tinha o real motivo de  ________ e ________ os povos indígenas.
b) Os ___________ começaram a desenvolver missões para instruir os povos indígenas e assim evitar uma dominação maior da reforma protestante.
IV / Veja o texto:

A SANTA INÊS
Cordeirinha linda,
Como folga o povo,
Porque vossa vinda 
Lhe dá lume novo!

Cordeirinha santa,
De Jesus querida,
Vossa santa vida
O Diabo espanta.

Por isso vos canta
Com prazer o povo,
Porque vossa vinda
Lhe dá lume novo.

Nossa culpa escura
Fugirá depressa,
Pois vossa cabeça
Vem com luz tão pura.

Vossa formosura
Honra é do povo,
Porque vossa vinda
Lhe dá lume novo.

a) Informe em que parte José de Anchieta menciona sobre o poder de Santa Inês para os povos indígenas:
b) Informe em que parte o texto informa sobre a existência do bem e do mal:

 

 

RESPOSTAS: Estão em letra branca para dificultar a leitura, clique e arraste para aparecer as respostas.

I /  
a ) Quinhentismo foi o período que se passou no século XVI, onde começaram as navegações e o descobrimento do Brasil. É o período em que começa a manifestação literária e demonstra a influência portuguesa no país.
b) O Quinhentismo pode ser identificado em duas etapas: A literatura de informação produzida pelos navegantes para relatar suas viagens e a literatura jesuítica que tinha o objetivo de catequizar os povos indígenas.
c) A literatura de informação é identificada em textos históricos de relatos dos navegantes sobre as características da nova terra descoberta.
d) A literatura de informação começou com a carta de Pero Vaz Caminha para o rei de Portugal D. Manuel, relatando sobre as características da nova terra.
e) Padre José de Anchieta foi um jesuíta que mais se aproximou com os povos indígenas, ele conseguiu fundar o primeiro colégio no país além de instruir em linguagem Tupi-Guarani a doutrina católica.
f) Jesuítas eram os padres que vieram em missões ao Brasil para catequizar os índios.

II / 
a) Os jesuítas se aproximaram dos índios usando peças teatrais, criando cantigas e traduzindo textos para a linguagem Tupi-Guarani.
b) A literatura de informação é de extrema importância para historiadores poderem identificar sobre a descoberta do Brasil sobre a visão dos navegantes. Da mesma maneira que pode se dizer, que sem ela a terra não se desenvolveria.

 

III / Complete os textos corretamente:
a) Catequizar e Instruir
b) Jesuitas

 

IV / 
a) Porque vossa vinda / Lhe dá lume novo.
b) Cordeirinha santa / De Jesus querida, / Vossa santa vida / O Diabo espanta.

Quinhetismo (III) – A literatura jesuítica e as missões

1 de setembro de 2012 às 02:40 | Publicado em Literatura | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

LITERATURA JESUÍTICA

Ainda estamos falando do Quinhentismo, e agora é a última parte dessa grande pesquisa. Antes de prosseguirmos, vamos dar “aquela’ relembrada no que já foi passado. Esta pronto?

REFRESCANDO…
Para refrescar a cabeça vamos relembrar do que estamos falando até aqui de maneira bem resumida…
Estamos falando sobre Quinhentismo, a primeira manifestação literária no país que se passou no século XVI. O quinhentismo se passou em duas etapas, a literatura informativa e a literatura jesuítica.
A literatura de informação é unicamente documentos históricos de relatos dos navegantes sobre a expedição a nova terra, no real intuito de informar ao rei se a terra pode ser explorada ou não. O primeiro documento publicado em 1819 foi a carta a El rei D. Manuel, de Pero Vaz Caminha.

 

Agora que você esta ligado, vamos continuar!

Os navegantes chegaram ao Brasil e não encontraram nada além de um povo desconhecido e “hostil” além de uma vasta terra que para descobrir se existem riquezas seria necessária uma exploração.
Mas ao mesmo tempo que isso acontecia na Terra de Vera Cruz, lá em Portugal a igreja começava a se preocupar com a dominação da reforma protestante pelo mundo, e isso diminuiria o catolicismo.
Preocupados com isso e ao saberem da existência de uma nova terra com um povo que desconhecia a fé a instrução, resolveram começar a catequizar aquele povo surgindo assim as missões dos jesuítas (padres).

 

Chegam em 1549 os primeiros jesuítas no Brasil, com o objetivo de instruí-los na construção de um ensino público e de catequiza-los informando sobre a religião e a fé.
Mas tinha um certo problema… Esse povo não falava o latim, a língua mais utilizada na época pelos jesuítas e com isso era quase que impossível se aproximar “desse povo”.
A única estratégia adotada pelos jesuítas foi a manifestação através de peças teatrais, e ate mesmo de uma tradução de textos bíblicos para a língua local, o Tupi-Guarani. Respeitando assim suas crenças, mas encaminhando eles para a doutrina.

Quem mais se aproximou dos povos indígenas foi o Padre Jose de Anchieta que veio ao Brasil e fundou pouco depois um colégio, onde começou a escrever cantigas e textos traduzidos para a linguagem indígena.
Em textos mais recentes de sua morte, pode se notar um certo amor do jesuíta pela terra. Ele gostava dela, amava o que fazia e certamente não gostaria de sair de la. Morreu em 1597 na cidade hoje conhecida como Anchieta, no Espírito Santo.

Veja um texto de Anchieta:

A SANTA INÊS
Cordeirinha linda,
Como folga o povo,
Porque vossa vinda
Lhe dá lume novo!

Cordeirinha santa,
De Jesus querida,
Vossa santa vida
O Diabo espanta.

Por isso vos canta
Com prazer o povo,
Porque vossa vinda
Lhe dá lume novo.

Nossa culpa escura
Fugirá depressa,
Pois vossa cabeça
Vem com luz tão pura.

Vossa formosura
Honra é do povo,
Porque vossa vinda
Lhe dá lume novo.

 

Os principais jesuítas responsáveis pela produção literária da época foram o padre Manuel da Nóbrega, o missionário Fernão Cardim e o padre José de Anchieta.

Agora você esta ligado sobre o “Quinhentismo” e nos próximos artigos vamos estudar a segunda manifestação literária no Brasil. Conhecida como “Seiscentismo”, ou popularmente falada de Barroco.

Segura ai! Que isso é na próxima matéria! rs

Até la!

Att. Pesquisa Eletrônica

Blog no WordPress.com. | O tema Pool.
Entries e comentários feeds.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.